PROGRAMA CIENTÍFICO

 

      A decisão de eleger O Sul de Portugal/Portugal no Sul como ponto de partida para o desenvolvimento de um programa científico em História de contornos interdisciplinares tem-se revelado muito operativa na organização da investigação deste Centro antes de mais porque cria um amplo campo de reflexão multidisciplinar.
      Se o Sul constitui, à partida, um conceito geográfico, a verdade é que a História e as demais ciências humanas e sociais depressa lhe conferiram outros sentidos que são ideológica e culturalmente contextualizáveis e que remetem para uma tradição discursiva fortemente europocêntrica. Nela o Sul era associado à periferia marcada pelo atraso e subdesenvolvimento contrastando, em quase todos os indicadores, com um Norte desenvolvido e detentor de uma posição central na condução do processo histórico. Conferia-se-lhe, por isso, um valor classificativo que assentava numa visão bastante dicotómica e estereotipada. Outras correntes de análise têm, entretanto, vindo a matizar estas interpretações ao sublinhar que o lugar de observação e as perspectivas de análise condicionam a própria definição geográfica do que é o Sul e da sua importância relativa nos diferentes momentos históricos. Como consequência, a percepção da relatividade explicativa dessas dicotomias tem vindo a impor-se. E estas questões ainda se tornam mais interessantes quando se confrontam com as actuais dinâmicas do mundo contemporâneo em que muitas regiões do Sul emergem como potenciais espaços de modelos alternativos.
      Esta postura problematizadora suscita inquietações teóricas que têm vindo a ser e serão resolvidas metodologicamente pelo uso da comparação epistemologicamente cuidada, das reflexões em torno da relevância dos dinamismos das periferias, das connected histories, da pertinência da eleição de espaços de observação de escalas variáveis e ainda da adequação das temáticas a privilegiar para a análise ou dos usos da interdisciplinaridade em História.
      O programa de actividades do CIDEHUS espelha este feixe de discussões teóricas e metodológicas. Organiza-se em torno de três grandes áreas:

RG1: O SUL E O MEDITERRÂNEO: DINÂMICAS SOCIAIS E CULTURAIS
RG2: PATRIMÓNIO, CULTURA MATERIAL E ARQUEOLOGIA NO SUL DA EUROPA E NO MEDITERRÂNEO
RG3: BIBLIOTECAS, LITERACIAS E INFORMAÇÃO NO SUL

 

      The decision to choose Southern Portugal / Portugal in the South as the object of study of an interdisciplinary research programme in the field of History has proved the right decision in operational terms as far as the organization of the activity of the unit is concerned, above all because it has created a broad field for multidisciplinary analysis.
      Originally a geographical concept, the south was assigned additional meanings by historians and human and social scientists in keeping with a markedly Eurocentric discursive tradition: it is seen as a peripheral region marked by backwardness and underdevelopment, a view which contrasts, according to the evidence of almost all indicators, with the developed north which maintains a key role in driving forward the historical process. Thus a markedly dichotomous and stereotypical view assigned the former essentially negative connotations. However, more recent approaches have led to changes in the way in which the concept of the south is interpreted, as the understanding emerges that place of observation and perspective of analysis condition the geographical definition of what it means and its relative importance at different points in history.
      As a consequence, a perception of the relative nature of the reasons for these dichotomous representations has come to the fore. This question is all the more interesting when we consider the current dynamics of the contemporary world, with many southern regions emerging as potential spaces for alternative models.
      The theoretical concerns caused by the problematic approach adopted have been addressed by the use of methodologies involving careful epistemological comparison, reflection on the relevance of dynamic factors in peripheral regions, connected histories, the relevance of the selection for survey of target spaces of different sizes and also the suitability of topics chosen for examination and the ways in which interdisciplinary studies are used in History.
      The CIDEHUS programme of activities reflects these methodological and theoretical issues. It is organized on the basis of three main areas:

RG1: SOCIAL AND CULTURAL HISTORICAL DYNAMICS IN THE IBERIAN SOUTH AND IN THE MEDITERRANEAN
RG2: HERITAGE, MATERIAL CULTURE AND ARCHAEOLOGY IN SOUTHERN EUROPE AND IN THE MEDITERRANEAN
RG3: LIBRARIES AND INFORMATION SCIENCE IN THE SOUTH

Actualizado em Dezembro de 2011

contactos :: webmaster